quinta-feira, 5 de junho de 2008

CRÔNICA: É periquitão. Mais du bão!

Dentre as vontades da minha mãe – que não são muitas – estava a de possuir um papagaio. Sempre quis um pássaro desta espécie. Sonhava em ensiná-lo a chamar seu nome, contar piadas, talvez um ou outro palavrão, uma musiquinha. Enfim, um bichinho para divertir e fazer companhia.
Um belo dia, na época em que meus pais ainda tinham uma mercearia na Rua São Pedro, no tradicional bairro da Ponte São João, apareceu um homem não se sabe vindo de onde. Na gaiola, trazia um passarinho verde, meio sem pena, parecendo até um pouco judiado. Filhote de papagaio, garantiu ele. E era barato, ainda.
Minha mãe não teve dúvidas. Abriu o caixa e sacou a quantia necessária para realizar seu sonho. Tomou a gaiola das mãos do cidadão misterioso e colocou o pequeno num lugar de destaque, nos fundos da mercearia. Assim, pensou ela, seus amigos freqüentadores poderiam ajudar na educação do filhote. Um dia, quando fosse uma grande papagaio, certamente saberia muitos nomes.
E começou o processo. Vamos ensinar o loro a falar. Vai meu irmão:
- Loro, fala Juninho. Ju-ni-nho.
Nada. Vem então minha mãe:
- Loro, fala mãe. Chama: mããããããe!
Nada. Vem um amigo do bar:
- Loro, fala filho da puta. Fi-lho-da-pu-ta.
Nada. Vem meu pai:
- Loro, canta: Salve o Corinthians...
Nada. Minha mãe já estava desconsolada. Afinal, o pássaro já havia recuperado as penas. Estava viçoso, bonito. Comia muito, mas falar, não tinha jeito.
Certa feita, chegou na mercearia um amigo que há tempos não aparecia. Dizia-se que ele era expert em papagaios. Minha mãe não teve dúvidas: levou o conhecido até os fundos da mercearia e mostrou sua ave. Contou todo o caso e perguntou, meio temerosa:
- É papagaio?
Ele olhou, olhou. Levantou as asas (dizem que para saber a idade), analisou a pena e deu o veredicto:
- Olha, dona Maria. É periquitão. Mais du bão!

3 comentários:

Adriana Penteado disse...

Amei essa crônica, só podia ser com Dona Mary mesmo...
Aproveito para dar os parabéns pelo seu blog Mô, muito bom viu, sucesso.
Bjos
Dri

isabela sartori disse...

monica, parabens pelo blog, adorei a cronica...
me ofereço para degustar todas as receitas... rsrsrsrsrs
beijos
isa

junior brega nas estrelas disse...

eu também adorei a crônica, principalmente por fazer parte dela... au!!!
falando em receitas, essa semana sai alguma em especial?